Monthly Archives: agosto 2017

Para acabar com o mimimi:  …

Se com a PM recebendo DEJEM já está assim,

muito pior estão os CIVIS que não recebem NADA para fazer o mesmo trabalho (e agora o trabalho de quem se recusa a fazer o próprio) em escalas EXTRAS!!

“além da PERMANÊNCIA do Policial Civil, DEVERÁ ser destacado efetivo da polícia militar, que será responsável por TODAS AS MOVIMENTAÇÕES DO PRESO (e não movimentação do Policial Civil) nas dependências do Fórum”. (grifos nossos)

Obs.: Entre RESOLUÇÃO do Secretário e portaria policial militar…: que a Justiça resolva se for instada! Mas, até lá… Passarinho que come pedra…

DEJEC – Os Policiais Civis trabalham e trabalham e trabalham, inclusive em escalas extras, sem sequer receber a Diária conhecida em sua grande maioria somente no papel pela sigla “DEJEC”.

Se estiver muito pesado fazer escolta nas audiências de custódia, que tal acabar com as bandas musicais, por exemplo?

Já no âmbito da Polícia Civil os operacionais cobram o plano da DEJEC em todo o Estado, conjuntamente. Cabe à Secretaria de Segurança Pública dizer não.

A responsabilidade pelo sinal verde, ou pela negativa, é da Secretaria.

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE O ASSUNTO

ABAIXO QUE ESTÁ EM TODAS AS REDES SOCIAIS DOS POLICIAIS CIVIS.

LEMBRETE: POLICIAIS CIVIS OPERACIONAIS DE SÃO PAULO TÊM O PIOR SALÁRIO DO BRASIL

 

1 – Nada se falou de reposição salarial dos Policiais CIVIS. Quando se falou em salário referiu-se à PM;

2 – O “buraco” de Escrivães e Investigadores é muito superior aos números apresentados em relação à Capital. E o interior?

3 – Nada se falou de DEJEC contra a DEJEM que é paga aos milhares para a PM;

4 – A reportagem informou que nos próximos 4 meses serão nomeados 258 escrivães e 902 investigadores. Esperamos que, ao menos desta vez, após incessantes pedidos das Entidades de Classe, o Governador nomeie primeiro todos os Investigadores, para que os candidatos que passaram nos dois concursos não abandonem a carreira de Escrivão (caso sejam nomeados primeiro) para migrar para a de Investigador de Polícia. Nomear Escrivães primeiro “parece uma tática muito antiga do governo”, para facilitar a troca de carreira e deixar a polícia civil sempre manca, cada vez com menos servidores; Será que é isso? Fica a dúvida;

5 – Prédios arrumadinhos, viaturas zero KM, muito embora sejam obrigações do Governo e importantes, por si só não colocam comida na mesa do Policial Civil, não pagam as contas;

6 – Quais valores referentes a DESPESA COM PESSOAL não serão usados pela Polícia Civil em 2017 e qual será o seu destino? Há reivindicações antigas a serem atendidas, pois justas e muito aguardadas:

a – reenquadramento das carreiras que eram de primeiro grau para a tabela salarial de segundo grau;

b – pagamento da DEJEC;

c – implementação adequada do Nível Universitário, que até hoje não foi devidamente cumprido conforme anunciado (vídeo abaixo)

GOVERNADOR ANUNCIOU:

NO PRIMEIRO ANO DE 8,5 A 18,8 %  (REALIDADE = 1,5%)

NO SEGUNDO ANO DE 15 A 25,7% (REALIDADE = 11%)

DINHEIRO ECONOMIZADO COM “DESPESA DE PESSOAL NA POLÍCIA CIVIL”

SERIA NA ORDEM DE CENTENAS MILHÕES ??!!

Vamos questionar o Governo pela lei de acesso à informação sobre isso.

Depois vamos construir projetos a respeito do USO DESSA ECONOMIA que pode chegar a CENTENAS DE MILHÕES DE REAIS.

O Governo está em débito com os Policiais Civis em vários aspectos:

1 – Revisão salarial geral anual (um direito constitucional desrespeitado);

2 – Ajuda de Custo Alimentação (um terço do valor dos militares);

3 – Reenquadramento dos cargos que eram de 1º grau para os vencimentos de 2º grau;

4 – Gratificação de Acúmulo de Função, ou Atividade, ou de Trabalho, etc;

5 – Adequação do nível universitário (um direito conquistado e não reconhecido devidamente);

6 – Pagamento da DEJEC.

Senhor Secretário: esperamos que qualquer medida adotada pelo Governo seja para TODOS os servidores da Polícia Civil.

Não há espaço para benefícios específicos, como no passado, em outras gestões.

 

Nos EUA – Exemplo de como o Governo homenageia policiais feridos no trabalho.

Percebam a mensagem que é passada para a mídia, para a sociedade, e para a bandidagem: igualzinho ao Brasil…

 

Governo quer limitar os salários de todos os funcionários públicos a R$ 33.763

Há outra coisa a corrigir: o baixo salário da Polícia Civis do Estado de São Paulo.

Operacionais têm o pior salário do BRASIL.

Proposta prevê que sejam incluídos neste valor indenizações, vantagens ou gratificações

ACREDITE QUEM QUISER

Com certeza vão achar um jeitinho de burlar mais essa tentativa de acabar com SUPER SALÁRIOS

(verdadeiros escândalos).

(mas vão achar um novo nome: adicional, indenização, agrado, afago, cafuné…)

E, enquanto isso, os salário dos Policiais Civis segue sendo corroído pela inflação e pela política do governo de São Paulo.

BRASÍLIA – O pacote de medidas de redução de gastos que o governo deve anunciar nesta segunda-feira para ajudar a fechar as contas públicas prevê a fixação de teto remuneratório para todos os servidores do Executivo, Judiciário e Legislativo, incluindo Ministério Público Federal e tribunais de contas de todos os entes da federação. Será enviada ao Congresso uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), determinando que o somatório de todas as verbas recebidas no exercício da função não poderá ultrapassar o teto de R$ 33.763.

Leia mais: https://oglobo.globo.com/economia/governo-quer-limitar-os-salarios-de-todos-os-funcionarios-publicos-r-33763-21703692#ixzz4plqvD5nP

DIA DOS PAIS

A Diretoria Social CONVIDA todos os filiados (homens) para comemoração do dia dos pais, a partir das 18h30 na sede do SIPOL, no dia de hoje, 11/08/2017.

Informações pelo fone 3217-1959.

Ninguém é contra a melhoria funcional de qualquer setor.

No entanto, a valorização do POLICIAL CIVIL É URGENTE

Milhões poderão sobrar do orçamento deste ano. Com esse dinheiro seria sim possível adequar a Ajuda de Custo Alimentação, implementar a DEJEC, reenquadrar o salário dos Policiais cuja escolaridade exigida é agora o segundo grau e conceder o reajuste anual (perdas inflacionárias já em mais de 30%)

MEDIDAS PARA “TODOS”.

O PAÍS PRECISA DE INSTITUIÇÕES FORTES, INCLUSIVE A POLÍCIA CIVIL.