ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE O ASSUNTO

ABAIXO QUE ESTÁ EM TODAS AS REDES SOCIAIS DOS POLICIAIS CIVIS.

LEMBRETE: POLICIAIS CIVIS OPERACIONAIS DE SÃO PAULO TÊM O PIOR SALÁRIO DO BRASIL

 

1 – Nada se falou de reposição salarial dos Policiais CIVIS. Quando se falou em salário referiu-se à PM;

2 – O “buraco” de Escrivães e Investigadores é muito superior aos números apresentados em relação à Capital. E o interior?

3 – Nada se falou de DEJEC contra a DEJEM que é paga aos milhares para a PM;

4 – A reportagem informou que nos próximos 4 meses serão nomeados 258 escrivães e 902 investigadores. Esperamos que, ao menos desta vez, após incessantes pedidos das Entidades de Classe, o Governador nomeie primeiro todos os Investigadores, para que os candidatos que passaram nos dois concursos não abandonem a carreira de Escrivão (caso sejam nomeados primeiro) para migrar para a de Investigador de Polícia. Nomear Escrivães primeiro “parece uma tática muito antiga do governo”, para facilitar a troca de carreira e deixar a polícia civil sempre manca, cada vez com menos servidores; Será que é isso? Fica a dúvida;

5 – Prédios arrumadinhos, viaturas zero KM, muito embora sejam obrigações do Governo e importantes, por si só não colocam comida na mesa do Policial Civil, não pagam as contas;

6 – Quais valores referentes a DESPESA COM PESSOAL não serão usados pela Polícia Civil em 2017 e qual será o seu destino? Há reivindicações antigas a serem atendidas, pois justas e muito aguardadas:

a – reenquadramento das carreiras que eram de primeiro grau para a tabela salarial de segundo grau;

b – pagamento da DEJEC;

c – implementação adequada do Nível Universitário, que até hoje não foi devidamente cumprido conforme anunciado (vídeo abaixo)

GOVERNADOR ANUNCIOU:

NO PRIMEIRO ANO DE 8,5 A 18,8 %  (REALIDADE = 1,5%)

NO SEGUNDO ANO DE 15 A 25,7% (REALIDADE = 11%)