GOVERNADOR “JOÃO DÓRIA” e “MELHOR SALÁRIO DO BRASIL”

O Governador do Estado de São Paulo – João Dória – deixou claro que a RECOMPOSIÇÃO SALARIAL da categoria elevará o salário dos Policiais para o SEGUNDO melhor do Brasil, e será feita AO LONGO DOS QUATRO ANOS de seu mandato, com detalhes anunciados no final do mês de outubro de 2019.

Diluir essa pretensão/promessa pública em cerca 2 anos e meio (porque 2019 praticamente está acabando, e em 2022 há eleições que interessam ao Governador) não será tarefa fácil.

E uma eventual TERCEIRA PARCELA ANUAL, (a julgar pela lógica de um cronograma planejado dessa forma), seria paga APÓS o 2º turno das eleições de 2022 ? Questão importante.

Aliás, Brasília já não é o salário mais alto do Brasil. O que “de cara” já causa alguma estranheza.

E por falar em estranheza:

ESTARÍAMOS ESPERANDO OS AMALDIÇOADOS ADICIONAIS = REAJUSTES SALARIAIS DISFARÇADOS DE AJUDAS DE CUSTO TEMPORÁRIAS?

Não seria cumprir a promessa disfarçar penduricalhos que não podem ser levados para a aposentadoria, em forma de ADICIONAIS, que os Policiais lutaram por tanto tempo para expurgar de seus vencimentos;

Não seria cumprir a promessa reajustar salários DE FORMA DISTINTA para as carreiras; (situação esta, em particular, que desagrada 90% da corporação a anos);

Não seria cumprir a promessa reajustar com maior porcentagem o valor do salário das carreiras de 3ª Classe,  e com menor porcentagem o salário das outras Classes, APENAS PARA PODER DIZER QUE O SALÁRIO INICIAL SER O SEGUNDO MAIOR DO BRASIL. Isso seria visto pelos Policiais como uma estratégia publicitária.

Em resumo: esperamos que essas mazelas não voltem a acontecer com a Polícia Civil. E para sermos justos, o Governador João Dória tem se mostrado uma pessoa séria e honesta em declarar PUBLICAMENTE SUAS INTENÇÕES. Não acreditamos que tais situações voltem a assolar nossa Instituição.

Diferenciações justas são:

1 – reenquadramento das carreiras da Polícia Civil que jã são TODAS se 2º grau, com o salário condizente, uma vez que muitas ainda recebem com a tabela do 1º grau;

2 – real e justa distinção do nível universitário pra Investigadores e Escrivães (um engodo do Governo Geraldo Alckmin);

3 – valor adequado para o pró labore das chefias, atualmente em absurdos R$ 270,00.