SSP receberá Entidades em 11 de agosto às 15 horas para tratar do índice de 2015 e outras questões urgentes

A Federação Interestadual dos Trabalhadores Policiais Civis da Região Sudeste (FEIPOL) e os Sindicatos filiados participarão de reunião com o Secretário de Segurança Pública, no dia 11 de agosto de 2015 às 15 horas.

O SIPOL pretende cobrar com veemência, como ocorre em outros órgãos e secretarias, o atrelamento do salário base dos servidores policiais operacionais ao dos servidores policiais delegados. Medida não só salutar, mas de responsabilidade administrativa. Não é mais aceitável o abismo que se criou e que, pelo que parece, se pretende alargar com a aprovação de novas legislações, entre os salários de funcionários da mesma secretaria, do mesmo órgão.

A SSP não pode permitir não só a continuidade, como a ampliação da DESVALORIZAÇÃO que impõe atualmente aos servidores policiais civis operacionais.

São tantas questões a serem resolvidas, por conta do descaso, que o rol de reivindicações ficou imenso, dando até a falsa impressão da impossibilidade financeira de atendimento:

1 – paridade e integralidade; (direito posto, o Estado simplesmente ignora a Lei)

2 – promoção automática na aposentadoria e fim da exigência de 5 anos na classe (a Lei já não prevê mais isso, e o Estado não cumpre)

3 – correção da Ajuda de Custo alimentação;

4 – reposição salarial 2015;

5 – valorização das carreiras de segundo grau, com equiparação salarial;

6 – implementação digna do nível universitário;

7 – extensão do nível universitário para todas as carreiras.

O pior é ouvir alguém dizer que a Polícia Civil teve “aumentos maiores que o da Polícia Militar”. Dizer isso é confessar não conhecer a realidade sistêmica da remuneração das polícias.