ALEXANDRE DE MORAES

Ministro da Justiça consegue primeira vitória para Policiais Civis.

Interviu o quanto pôde e, até o momento, conseguiu situação mais branda para a aposentação dos Policiais Civis do que a que vinha sendo trazida pelo Governo.

Nós vamos nos aposentar 5 anos antes, de idade e contribuição, desde que tenhamos 20 anos de atividade policial.

Maiores detalhas vamos postar posteriormente.

SIPOL – Ministro Alexandre de Moraes: continue conosco. Muito obrigado. Esperamos mais vitórias.

Policiais com 30 anos de carreira deveriam se aposentar ainda antes.

MOBILIZAÇÃO ESTADUAL NA ALESP

dia 07/12/16  às 09h30

TODOS ESTÃO CONVOCADOS

 

 

Essa mobilização é do interesse de quem?

R = servidores policiais civis ativos, inativos, homens, mulheres de todas as idades e qualquer que seja seu tempo de atividade.

Por quê?

R = Porque ninguém está SEGURO. Querem jogar na LOMBA do Policial Civil (o que menos benefícios tem entre os servidores da segurança) uma carga injusta, absurda.

SENHOR GOVERNADOR, todos sabemos de sua capacidade e de sua altíssima influência enquanto Governador Bandeirante no Governo Michel Temer e de qualquer Presidete. O senhor sabe que:

Policial Civil não trabalha 8 horas por dia. Não trabalha atrás de uma mesa, não faz cálculos, não vira página de livros, não lida com crianças. Não trabalha apontando indiscriminadamente quem cometeu crime ou não. Não é “dono da tipificação nem da ação penal”. Não trabalha de terninho debaixo de ar condicionado e  com seguranças. Não circula de motorista, nem em carros normais, discretos. Seu ambiente de trabalho é insalubre, inseguro e muitas vezes inadequado. Só aparece na TV, no jornal para ser criticado, enxovalhado.

Policial Civil trabalha com a escória. Com tragédias diárias. Trabalha carregando armas, colete, algema e distintivos 24 horas por dia. Perambula pelos bairros mais perigosos dentro de um veículo com cores características e a inscrição “POLÍCIA”. São alvos ambulantes. Não fogem de tiroteios mas vão até eles. Enquanto todos fogem correndo e tropeçando de um local perigoso é para lá que o policial se dirige mais rápido ainda, dando o peito.

SENHOR GOVERNADOR: como suportar esse tipo de trabalho até os 65 anos de idade? Policial não é bibliotecário. Não é porteiro. Precisa lidar com o público que faz parte das “pessoas de bem”, mas também com bandidos, com quadrilhas de chinelo, de regata e agora de gravata.

SENHOR GOVERNADOR: mesmo para atender as “pessoas de bem”, a saúde física e mental do policial tem que ser diferenciada. As cidadãs e cidadãos vêm até a delegacia relatar problemas dos mais simples ao mais grave. Mas sempre problemas. E problemas terríveis.

SENHOR GOVERNADOR: esse público e toda a sociedade não pode, em uma delegacia, ou unidade policial, ser atendida por idosos. É necessário pleno bem estar físico, saúde de ferro meeesmo para ajudar. Veja-se no lugar de uma vítima entrando em uma delegacia para solicitar ajuda imediata a um crime em andamento, ou que acabou de acontecer e se deparando com policiais de bengala, com asma, com a coluna doendo E UM CANHÃO NA CINTURA, um distintivo desbotado e uma funcional rota.

SENHOR GOVERNADOR: não são todos os homens e mulheres que chegam aos 60, 65 anos de idade em ótimo, bom ou regular estado de saúde. Nem todos têm o mesmo privilégio financeiro, social, acompanhamento da saúde, para tal.

POLICIAIS, BOMBEIROS, AGENTES PENITENCIÁRIOS, SALVA VIDAS, RESGATADORES SÃO PROFISSIONAIS DIFERENCIADOS.

Diferenciados do que?

R = de cargos comissionados, servidores da justiça, fazenda, diretores e comissionados de autarquias s institutos, com vencimentos e condições que lhes permitem envelhecer muito bem.

SENHOR GOVERNADOR: diga ao Governo Federal: não mecham com nossos heróis. Vamos precisar muito de todos eles.

DEPUTADO QUE CRIOU EMENDA É HOSTILIZADO EM AEROPORTO

NOTA DE APOIO

O SIPOL de Presidente Prudente, o SIPOL de Bauru, a Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo e o SINPOLSAN de Santos manifestam total e irrestrito apoio à Polícia Federal no que tange à Operação Lava-Jato e às pautas que tramitam hoje no Congresso Nacional

As entidades entendem que o país atravessa um dos momentos mais delicados de sua história, sendo a Polícia Federal uma das grandes responsáveis, através de um trabalho árduo e pontual, pela preservação da confiança da população no poder público.

Também reiteramos que o trabalho da Polícia Federal é hoje reconhecido e aclamado por todos os segmentos da sociedade, portanto atestado e comprovado por sua integridade e competência acima de quaisquer interesses diversos ao cumprimento do dever.

Sendo assim, compreendemos que o combate à corrupção passa de maneira inexorável pela conservação das funções da Polícia Federal, preservando assim um trabalho que vai além de interesses corporativos e burocráticos. O combate à corrupção urge das premissas dessa Instituição, portanto é de extrema importância que elas sejam reafirmadas e reforçadas.

Bem como cabe ao Judiciário, através de seus órgãos competentes, garantir que os interesses da sociedade estejam acima de vaidades e que o trabalho exercido pela Polícia Federal, hoje grande protagonista das ações da Lava-Jato, permaneça atuante e legítimo.

PROMOÇÕES PUBLICADAS HOJE

Confiram no Diário Oficial

01/12/2016 – Executivo II 

www.imesp.com.br

Deputados ‘cospem na cara’ do povo que pediu as 10 Medidas e desfiguram o projeto

Publicado por Folha Política
há 15 horas

9.066 visualizações
Deputados cospem na cara do povo que pediu as 10 Medidas e desfiguram o projeto

Em uma longa sessão que se iniciou pouco depois da meia-noite e se estendeu pela madrugada, os deputados desfiguraram o projeto das ’10 Medidas’ que tinham acabado de aprovar.

Durante a madrugada, a Câmara:

  • Aprovou lei de abuso de autoridade para juiz e promotor.

  • rejeitou a criação do Programa de Proteção e Incentivo a Relatos de Informações de interesse público.

  • o “reportante do bem” – rejeitou a extinção de domínio, a retirada de direito de propriedade e posse de bens frutos de infração ou improbidade.

  • derrubou a necessidade de reparação total de dano nos casos de corrupção para progressão de regime de condenados.

  • suprimiu as alterações no regime de prescrição propostas pelo projeto.

  • derrubou o “confisco ampliado” no enriquecimento ilícito, que previa a perda da diferença entre o patrimônio lícito e o fruto de crime.

  • eliminou o acordo penal, em que defesa negociaria com a acusação uma confissão em troca de pena menor, a ser homologada pela Justiça.

  • retirou do projeto a supressão da fase judicial da defesa prévia nos casos de corrupção (Parte da 5ª das 10 medidas).

  • derrubou a parte do projeto que previa mais poder para o Ministério Público em acordos de leniência com pessoas físicas e jurídicas em ato de corrupção.

  • aprovou emenda do deputado Carlos Marun, prevendo que advogado fique à esquerda do juiz e estabelecendo prisão por violação de prerrogativas dos advogados.

  • derrubou a responsabilização de partidos por atos de filiados.

  • derrubou a devolução de dinheiro e multa quando as contas do partido são desaprovadas, que previa responsabilização de dirigente partidário Os deputados cancelaram as atividades da manhã para poderem descansar.

Luciana Camargo, com informações do Jota

Folha Política

ESTIMULAR A APOSENTADORIA OU A PERMANÊNCIA ? ? ?

A única garantia que “ainda resta” nesse País é o do direito adquirido (por enquanto).

Mas nesse País ter direito adquirido e não usá-lo pode ser temeroso e motivo de sérios arrependimentos em futuro breve.

Estar próximo da aposentadoria, já recebendo abono permanência, e permanecer pode se demostrar uma decisão, embora muito particular, de altíssimo risco.